quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A terra tremeu em Monte Claros-MG

1º sismo: 13h55min12s Magnitude: 2,7
2
º sismo: 14h35min15s Magnitude: 2,3
O evento foi detectado pela estação JAN7, situado em Itacarambi - MG e a distância do epicentro até a estação foi de 179Km.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Mario Takeya? Aonde está?

Uns dos sismólogos pioneiros do Nordeste! Me parece que ainda está na UFRN, mas por incrível que pareça não está mais na Sismologia!

Um grande abraço ao Prof. Mario Takeya.
Currículo invejável com experiência Internacional.

sábado, 25 de setembro de 2010

Defesa Civil chega a uma conclusão sobre os tremores em Jaraguá do Sul

fonte: O Correio do Povo
Foi constatado que os abalos na Tifa Theilacker, em março deste ano, teriam sido causados por acomodação de solo. Já a causa mais provável da movimentação de terra na Vila Lenzi, em junho, seria a emissão de gases do antigo lixão, localizado ao redor da Arena Jaraguá.
Daiane Zanghelini
Publicado 17/09/2010 às 09:00:55 - Atualizado em 17/09/2010 às 09:05:50

Os tremores na Tifa Theilacker e na Vila Lenzi foram causados por motivos diferentes.

Esta é a conclusão do relatório divulgado ontem pela Defesa Civil. De acordo com o coordenador do órgão, Jair Alquini, geólogos do Cenacid (Centro de Apoio Científico em Desastres, da Universidade Federal do Paraná) constataram que os abalos na Tifa Theilacker, em março deste ano, teriam sido causados por acomodação de solo (acúmulo de água no lençol freático). Já a causa mais provável da movimentação de terra na Vila Lenzi, em junho, seria a emissão de gases do antigo lixão, localizado ao redor da Arena Jaraguá.

Alquini garantiu que não existe risco imediato para as famílias e ressaltou que os abalos não estão associados a terremotos, mas que a Prefeitura irá seguir algumas orientações dos geólogos. Uma delas é a realização de um estudo topográfico para avaliar quais as áreas de risco na Tifa Theilacker e se outras movimentações de solo continuam ocorrendo.

De acordo com o geólogo da Prefeitura, Normando Zitta, a possibilidade de novos tremores não está descartada. Segundo ele, estudos feitos através da avaliação de amostras de terra e rochas constataram que o solo da localidade é instável, ou seja, teria sofrido deslizamentos anteriormente.

Conforme Zitta, ações como a abertura de loteamentos podem estar colaborando para a movimentação do solo na Tifa Theilacker. “O aumento da ocupação e as terraplanagens naquela área devem ser evitadas, pois isso pode aumentar o risco de deslizamento”, comentou.

Nos próximos dias, técnicos do Cenacid devem voltar ao município para ajudar a Defesa Civil nas avaliações. Segundo Alquini, os moradores destas áreas não precisarão ser retirados, exceto nos casos em que houver risco de desmoronamento de terra.

-------------------------------------




Meus Comentários: Tremores de magnitude 2.0 e 3.0 raramente tem efeitos superficiais, mas a hipótese descrita na matéria mostra que teríamos um novo caso de Sismicidade Induzida. Seria uma boa testar, para isso teríamos que colocar uma rede local de estações e corre o risco de não ter mais atividade. Outro coisa boa, se a região está em encosta, próxima de morros, seria uma boa fazer SEV para ver o estado do solo na região. Acho que o pessoal da UFPR já estão fazendo isso ou usando outro método que possa identificar o solo com a profundidade.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

5.9 Mb - próxima a costa CENTRAL do PERU



Magnitude 5.9 Mb
Dia-hora
  • 22 Set 2010 08:00:14 UTC
  • 22 Set 2010 03:00:14 hora local

Localização 13.364S 76.047W
Profundidade 48 km
Distancias
  • 13 km NE of Chincha Alta, Peru
  • 79 km NNW of Ica, Peru

video

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Campo Nova Xavantina+Paranantiga

Estou no Campo!

Instalando estação para Lineamentos Transbrasiliano
Eu
Daniel Linhares - Motorista-Técnico
Ruan Alves - Estudante de graduação

Minha outra equipe está indo para Tubarão para escolha de ponto da RSIS.
- Cesar Pavão - Doutorando
- Sidinei Tõmas - Engenheiro

Vamos tentar fazer diferença! Fazer ciência depende do time e eu hj tenho uma grande equipe!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Curso de Tomografia Sísmica


Simon Lloyd


A turma: Prof. Simon Lloyd, Rômulo, João, Lucas, Amanda, Diogo, Davi, Iago e Gaudêncio.
Eduardo, João Alberto (Tom Calvacante) e Prof. George Sand



O curso introdutório do tomografia sísmica foi um sucesso! Os alunos aprenderam o básico da tomografia com o Pesquisador Simon Lloyd! Valeu estudantes!


terça-feira, 7 de setembro de 2010

Ponte de concreto suporta oito super terremotos simulados


Ponte à prova de terremotos 

Engenheiros da Universidade de Nevada, nos Estados Unidos, testaram com sucesso o modelo de uma ponte de concreto que suportou a simulação de nada menos do que oito super terremotos em sequência.

A ponte experimental, com 35 metros de comprimento e pesando 200 toneladas, superou todas as expectativas dos seus projetistas ao suportar todos os oito terremotos simulados, cada um deles atingindo quase 7 pontos na escala Richter.

"Nós estimamos que a ponte iria cair quando atingisse uma deformação de 8 polegadas [20,3 cm], o que é muito, mas tivemos 10 polegadas [25,4 cm] de deflexão nas colunas de sustentação e a ponte ficou de pé e utilizável, mesmo com consideráveis tensões internas," conta Saiid Saiidi, um dos projetistas da ponte antiterremoto. 

Simulação de terremoto 

O modelo de ponte foi sacudido com forças bidirecionais para simular um terremoto de forma realista.

O objetivo dos pesquisadores foi imitar o terremoto de 6,9 pontos que atingiu a ponte Northridge, na Califórnia, em 1994. Para isso eles usaram dados gravados do terremoto real.
Programas de computador coordenaram os movimentos de três grandes mesas agitadoras, acionadas hidraulicamente, sobre as quais a ponte foi construída.

"Agora nós sabemos que a ponte teria sobrevivido àquele terremoto em boas condições e podendo ser utilizada," disse Saiidi. 

Técnicas de construção 

A equipe do Dr. Saiidi está experimentando e testando uma série de materiais e inovações para construir pontes que suportem terremotos de grandes magnitudes.

"O que é extraordinário com relação às técnicas de construção testadas nesta ponte é a utilização de fibras de vidro e de carbono nos suportes da ponte, colunas pré-moldadas, colunas segmentais e conexões especiais de aço tubular (pipe-pin) em um cenário de sísmica muito elevada," disse Saiidi.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Votorantim 2011

Seminário do IG - Apoio SIS

"Seismic Structure of the South American Crust and Mantle"

Palestrante: Simon M. Lloyd

Department of Earth and Planetary Sciences, Northwestern University, Evanston, IL, USA

Data: 02 de setembro de 2010
Horário: 17:00
Local: Auditório do Instituto de Geociências - UnB

Contamos com a presença de todos!!!

Saudações,

Diretoria do Núcleo Brasília da Sociedade Brasileira de Geologia.

Seismic Monitor - IRIS

Analytics com meu código